Bariloche

Sul da Argentina

É um destino que há anos permeia o imaginário dos brasileiros. A maioria das pessoas pensa apenas em neve quando imagina o lugar, mas na prática Bariloche oferece muito mais do que isso e, inclusive, é um destino excelente para visitar no verão!

As atividades disponíveis na cidade e o cenário natural mudam dependendo da estação em que a viagem é realizada, mas é certo que independentemente da época em que viajar, você encontrará paisagens encantadoras, com direito a montanhas arborizadas, lagos de cores lindas, atividades na natureza e boa gastronomia!

A cidade tem cerca de 130 mil habitantes e está às margens do Lago Nahuel Huapi, fica no norte da patagônia argentina, na província de Río Negro. Colonizada por alemães e austríacos, o local tem um relevo acidentado, vários lagos e temperaturas amenas ao longo do ano. A paisagem tem muitos montes, que durante o inverno ficam lindos cobertos pela neve. Vários desses morros possuem mirantes que oferecem belas paisagens da região.

Por estar próximo do Chile, muitas pessoas aproveitam para conhecer também algumas cidades chilenas na mesma viagem e essa é realmente uma excelente ideia. Quem visita o Chile também não precisa de visto ou passaporte: basta o RG. Lembre-se, no entanto, que além do passaporte só é possível viajar com o RG, documentos como a CNH não são aceitos para fins de imigração, apenas para dirigir.

A escolha do período vai depender do que você pretende fazer por lá, de que temperatura espera encontrar… Como você já deve saber, a cidade é famosa por proporcionar contato com a neve,  então é natural que muitas famílias escolham viajar para a cidade no inverno, que é quando de fato há neve. No verão, no entanto, as temperaturas são mais agradáveis e esse é o período indicado para curtir atividades na natureza, como caminhadas, ou admirar as passagens naturais sem um frio intenso.


Informações
  • Moeda: Peso Argentino
  • Vacina: Sim
  • Visto: Não
Atividades

Algumas dicas que ver e fazer em Bariloche.

Circuito Chico – Esse é o nome do passeio mais conhecido em Bariloche. O tour pode ser feito de carro por conta própria ou com empresas de turismo e nele você percorre cerca de 60 km entre o centro da cidade e o famoso hotel Llao Llao, construído nos anos 40. Ao longo do caminho você irá passando por diversas atrações, podendo parar em algumas delas e apreciar as mais belas paisagens de Bariloche. Há vários mirantes e é possível subir o Cerro Campanario, que oferece as mais belas vistas da região.

Visitar o Cerro Catedral – Principal área para esqui de Bariloche, é uma atração imperdível no inverno! A estação de esqui tem dezenas de pistas para todos os níveis de praticantes de esportes da neve e é diversão garantida para quem está começando a engatinhar no esqui ou para os esportistas mais experientes. Vale a visita mesmo para quem não pretende esquiar pois próximo estão várias lojinhas, restaurantes e através dos meios de elevação você também pode subir a montanha e curtir a paisagem.

Visitar o Cerro Otto – O Cerro Otto, assim como seus morros vizinhos, oferece uma paisagem incrível de Bariloche e da natureza da cidade. O diferencial do local é que em seu topo fica a Confeitaria Giratória, que – literalmente- fica girando e assim proporcionando paisagens diferentes ao longo de uma refeição.

Cerro Campanário – O morro fica as margens do lado Nahuel Huapi e tem cerca de 1049 metros. O acesso até o alto do cerro é feito através de um pequeno trajeto de teleférico e a vista lá de cima é linda – algumas pessoas, inclusive, elegem o lugar como o que oferece as mais belas paisagens da região. A dica é subir bem agasalhado, porque no inverno o frio lá em cima é cortante!

Puerto Blest – Esse é um dos passeios lacustres de Bariloche que vai até Puerto Blest, navegando até o lago Nahuel Huapi. O passeio faz uma parada para caminhada para admirar a Cascata Los Cántaros, que está cercada por uma vegetação exuberante. Após a parada para admirar a Cascata, é hora de seguir até Puerto Blest, onde há um mirante para a Baía do Rio Frías. A particular água verde do Lago Frías provém de um dos glaciares do Cerro Tronador, na divisa com o Chile. Daqui também se pode visitar a Cascata de los Cántaros, junto ao imponente Alerce Milenario – uma árvore com mais de 2.500 anos! – e o Lago de los Cántaros.

Passear pelo centrinho de Bariloche  – Reserve um tempo da viagem para conhecer o centro de Bariloche, andar pelas lojas da rua Mitre, comprar chocolates e tirar fotos no Centro Cívico.  Por lá você poderá visitar a catedral, desenhada pelo arquiteto Alejandro Bustillo, o mesmo do famoso hotel Llao Llao. A poucos metros se encontra o Centro Cívico, que é um monumento histórico nacional. 


Gastronomia

Restaurantes em Bariloche

Confeitaria Giratória – O local está localizado no Cerro Otto e vale a pena pelo visual que oferece. Lá de cima, a 1.405 metros de altura, se tem uma vista maravilhosa! É uma alternativa legal para comer um doce acompanhado de uma bebida quente observando o visual das montanhas.

El Boliche de Alberto – Bastante famoso na cidade, o Boliche de Alberto tem restaurantes voltados para massas e carnes, em localizações distintas. O local tem porções bem servidas, comidas saborosas.

La Marmite – Tradicional em servir trutas e fondue, o La Marmite é uma boa alternativa para um jantar em família ou casal. O fondue de queijo, em especial, costuma ganhar o gosto dos visitantes.

El Patacón – Conhecido pelos pratos típicos da Argentina e de Bariloche, o restaurante tem pratos como truta, salmão e cortes de carnes argentinos. O ambiente rústico, construído em madeira, remete às tradicionais  da cidade.

Lojas de chocolate –  Elas não são necessariamente restaurantes, mas têm lanchonetes maravilhosos e com bons quitutes. A Rapa Nui e Mamushka, por exemplo, são boas opções para tomar um chocolate quente, comer uma fatia de torta ou tomar um café.

Agora é só aproveitar!



Galeria de fotos
Fale conosco por WhatsApp